sábado, 28 de junho de 2008

CARACTERÍSTICAS DAS RELIGIÕES DO ORIENTE MÉDIO

No Oriente Médio existem três religiões: o islamismo, judaísmo e cristianismo.

O ISLAMISMO

È a religião que mais cresce no mundo e possui 1,3 bilhões de pessoas. Nesta religião só há um Deus, que é Ala, e Maomé o seu profeta. Ele fazia suas pregações na cidade de Meca uma área sagrada, onde se encontra a caaba que era um prédio retangular onde Maomé fazia suas pregações. Todos os mulçumanos deviam se esforçar para realizar uma caminhada à cidade de Meca pelo menos uma vez na vida. Este acontecimento é muito importante para os fiéis trocarem idéias, notícias trazidas de toda parte do mundo.
De acordo com os preceitos dessa religião, cada fiel deve rezar pelo menos 5 vezes ao dia. As orações podem ser realizadas em qualquer lugar, mas as mesquitas são espaços a rezas em grupo. O ritual começa quando está amanhecendo e deve se repetir ao meio-dia, no meio da tarde, no momento do pôr-do –sol e a noite.
- O Ramadã: o nono mês do ano mulçumano é reverenciado com sagrado neste período, as relações sexuais não são permitidas, o jejum é obrigatório.
- O consumo de bebida alcoólica e fumo são expressamente proibidos.
- A caridade é um dever, e as doações devem ser proporcionais á renda dos seguidores.


JUDAÍSMO

Segundo a Bíblia, Deus chamou Abrão, mudou seu nome para Abraão e estabeleceu com ele uma aliança. Como sinais dela, os homens seguidores da fé deveriam fazer a circuncisão.
A obra de Abraão foi completada por outro líder, Moisés, o qual deu ao povo judeu um código de leis que inclui de noções teológicas a hábitos alimentares e sexuais. As leis estabelecem a idéia de monoteísmo (a crença num só Deus). Deveriam ainda trabalhar nos sábados, celebrar festas como a Páscoa e não tocar em animais considerados impuros, como o porco.
Os judeus tiveram uma historia política agitada. Depois de um período de esplendor com o rei Salomão, foram dominados por vários povos, como os assírios, os persas e os romanos rebelaram-se sempre contra o domínio estrangeiro, guardando firme a idéia de que era um “povo eleito”, ou seja, uma nação que Deus escolhera de forma especial sobre a Terra. Por isso, os judeus nunca foram missionários, não procuraram espalhar a religião judaica.


CRISTIANISMO

Na ordem cronológica, do judaísmo nasceu o cristianismo. Um judeu, Jesus Cristo, pregava uma nova religião, inicialmente bastante próxima do judaísmo.
À idéia de um Deus único e justo, enfatizada pelos últimos profetas do judaísmo, Jesus acrescentava a revelação de Messias sofredor, que daria a vida pela remissão dos pecados e pela salvação de todos os homens que o aceitassem. Nascia o cristianismo, que, ao contrario de sua matriz, tornou-se uma religião extremamente missionária. Jesus, embora não rejeitasse a Lei e os Profetas, referia-se freqüentemente à liberdade do poder de Deus, quebrando princípios enraizados nas interpretações oficias. A negação do mundo, uma vida futura de recompensas ou de castigos, novos ritos de iniciação (o batismo, em vez da circuncisão), igualdade entre todos os homens, uma vida moral e justa baseada na soberania de Deus eram os ensinamentos que transmitia, enquanto levava uma vida de pobreza e de sacrifício.

2 comentários:

Os Tigres Asiáticos disse...

Islamisno e Catolicismo

Patrick dos santos

o catolicismo foi a religião que prevaleceu durante anos,com sua supremacia de autoritarismo e poder.sendo a que mais tinha numeros de fieis. hoje em dia não é mais assim o catolicismo perdeu seu poder, por alguns razões, de erros cometidos no seu passado. Atualmente há religião que vem ocupado seu espaço e o islamismo com a aproximadamente 1,3 bilhão de adeptos, seguindo do catoliscimos com apenas 1,1 bilhão de pessoas.
Alguns fatores podem explicar esse eventual crescimento, podemos abservar a taxa de natalidade da comunidade catolica que esta bem abaixo da media mundial e tambem do islã não ser uma religião monolitico com o catolicismo, ele se divide em xiita, sunita,alauita e etc, e o crescimento demografico de seus descedente e bem maior que a media mundial e bem maior que a do cotolicismo, fato que explica a supremacia do crescimento do islamismo pelo mundo.

AUREA disse...

O islamismo no Irã é uma politica de Estado, após a morte de Maomé, ocorreu muita divergência em relação ao seu substituto na liderança islâmica com isto surgiu dois grupos os xiitas e os sunitas, para os xiitas o direito de liderança era restritamente aos descendentes de Maomé,e para os sunitas este direito dependia somente da obediência por parte das lideranças. Atualmente a religião muçulmana abrange cerca de 75 nações,e a maior parte desta nações se encontra na Ásia.


Áurea Ricardo Garcia